Como a Técnica do Pomodoro pode te ajudar a ser mais produtivo trabalhando de casa

Já reparou que numa roda de conversa entre autônomos e/ou empreendedores sempre rola o papo sobre Home Office (o famoso trabalhar de casa)?


Tem gente que ama e gente que dá graças à Deus que os coworkings estão se multiplicando. 


Outro dia, eu estava numa roda dessas e eu era a única apaixonada por trabalhar em casa. Percebi que, por mais que os motivos para não gostar fossem diversos, existia um único motivo por trás de todos eles: a produtividade. 


Ou a falta dela, quando se trabalha no conforto do lar. 


Alguns diziam da tentação de trabalhar de pijama e tirar uma soneca no sofá à tarde. Outros diziam da dificuldade que é ver as tarefas da casa “chamando” e não interromper o trabalho para fazê-las. Ou ainda não ter hora para começar a trabalhar e se pegar perdido nas entregas e prazos…


Pois é, trabalhar em casa é sinônimo de liberdade. Porém, toda liberdade exige determinação e responsabilidade. Caso contrário, a tendência é cair na procrastinação, que é o caso dos exemplos citados anteriormente.


Pra mim, o mais difícil é lidar com a casa. Os outros pontos, eu já aprendi que precisa fazer como se a gente tivesse trabalhando num escritório: trocar de roupa, ter horário para começar e terminar (inclusive almoçar) e evitar tentações ao máximo rs


Então, o que eu fiz para conseguir trabalhar sem morrer de ansiedade por causa das tarefas domésticas, foi uma adaptação da Técnica do Pomodoro. Você conhece? 


Esta técnica propõe que a gente trabalhe durante 25 min numa tarefa e faça uma pausa de 5 min (eu conto sobre ela em detalhes no final do texto 😉). 


Como eu faço aqui? 


Eu trabalho durante 1 hora e aí eu faço uma pausa de 15 min. Durante esta pausa, eu faço alguma coisa que a casa esteja demandando. Lavo a louça, varro a casa, penduro a roupa… 


E como, geralmente, estas atividades são mais físicas, do que o meu tipo de trabalho, eu volto para o computador mais concentrada e focada. E, consequentemente, mais produtiva. 


E também é ótimo porque eu não fico tão ansiosa, pensando toda hora “Ai meu Deus, eu não posso esquecer a roupa na máquina de lavar”. 🙂

Sobre a técnica pomodoro:


Foi criada por Francesco Cirillo, no final dos anos 1980, com o objetivo de ajudar pessoas que lutam contra o relógio para finalizar suas tarefas dentro do prazo. Ela tem este nome por conta do cronômetro de cozinha em formato de tomate (pomodoro em italiano). 😉 


O método é baseado na ideia de que pausas frequentes podem aumentar a agilidade mental.

Como funciona na maneira tradicional? 


Conforme mencionado anteriormente, na maneira tradicional a técnica consiste em realizar uma tarefa durante 25 min e fazer uma breve pausa, com um café, uma meditação etc por 5 min. 


Confira um passo a passo (do site do Cirillo) para colocar a técnica em prática: 


1. Escolha a tarefa que precisa ser executada

2. Ajuste o cronômetro para 25 minutos

3. Trabalhe na tarefa até tocar o cronômetro (Se você lembrar de alguma outra coisa que precisa ser feita, anote no papel)

4. Quando o alarme tocar, faça um “check” na lista de tarefas

5. Faça uma pausa de 5 minutos. Procure relaxar neste momento! 

6. Faça isso 3 vezes. Na quarta marcação (“check”) do pomodoro, faça uma pausa mais longa, de 20 ou 30 minutos. Seu cérebro irá utilizar esta pausa para assimilar as informações e descansar antes da próxima etapa de pomodoros 😉 


Para que a técnica funcione é fundamental que você se mantenha longe de qualquer distração. Especialmente, o celular e as redes sociais! 


Gostou deste texto? Compartilha ele com alguém que você sabe que vai se beneficiar deste conteúdo! ❤️


Quer ajuda para organizar sua rotina, conciliar todos os seus “eus” e se sentir mais produtiva? Vem fazer uma mentoria! Tem infos aqui


Fonte: https://francescocirillo.com/pages/pomodoro-technique

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *