6 passos para realizar seu planejamento pessoal e ter uma vida mais equilibrada

Neste texto eu vou te apresentar a Roda da Vida, uma ferramenta incrível de planejamento pessoal e te ensinar um passo a passo para colocá-la em prática e ter uma vida mais equilibrada.

Meu primeiro contato com esta ferramenta de planejamento pessoal, a Roda da Vida, foi em 2012, num processo de coaching. Eu estava passando por um momento delicado no meu trabalho, a alta chefia havia mudado, milhões de mudanças estavam acontecendo, pessoas sendo demitidas e recebi uma proposta para mudar de área.

Imagino que qualquer pessoa teria ficado muito feliz com a proposta que eu recebi, que era para trabalhar na assessoria do superintendente. Porém, na época, eu não sabia se queria ir mesmo ou continuar na minha área, ou até mesmo sair de lá.

Enfim, este processo me ajudou a tomar a decisão a partir de um olhar para o todo da minha vida e o ponto de partida foi a análise que eu fiz utilizando a Roda da Vida.

Desde então, eu uso esta ferramenta para avaliar meu ano e planejar o próximo.

E a cada ano que passa, me sinto mais inteira, com minha vida sendo equilibrada em todas áreas. ❤️

Como eu sei que muita gente que acompanha meu trabalho e me procura para iniciar um projeto ou um negócio próprio tem o objetivo de ter uma vida mais equilibrada, resolvi compartilhar aqui essa ferramenta tão poderosa!

A Roda da Vida foi criada pelo americano Paul J. Meyer, nos anos 1960. Ele foi paraquedista na Segunda Guerra Mundial e mais para frente se tornou um dos mais famosos palestrantes motivacionais do mundo.

planejamento pessoal

Ela está dividida em 4 quadrantes: qualidade de vida, pessoal, profissional e relacionamentos.

Cada um desses quadrantes, por sua vez, está dividido em 3:

Qualidade de vida: hobbies e diversão, plenitude e felicidade, espiritualidade.

Pessoal: saúde e disposição, desenvolvimento intelectual e equilíbrio emocional.

Profissional: contribuição social, recursos financeiros e realização e propósito.

Relacionamentos: família, relacionamento amoroso e vida social.

Claro que você pode adaptar sua roda e alterar ou acrescentar eixos. Eu, por exemplo, tenho um eixo a mais que é o de “cuidados com casa”.

Bom, e como funciona?

Passo 1:

Cada um dos eixos tem 10 linhas. A proposta é que você faça uma reflexão sobre como este eixo está na sua vida e atribua uma nota para ele, de 1 a 10. Daí você pinta até a linha correspondente à nota que você deu.

Passo 2:

Quando todos os eixos estiverem pintados, você faz uma nova reflexão em relação a cada um deles. Desta vez você deve responder: o que precisa se concretizar na minha vida para que eu atribua uma nota 10 a este eixo?

Anote suas respostas no papel.

Passo 3:

Transforme suas notas em metas. Lembre-se: as metas precisam ser SMART (específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais). O que isso quer dizer?

Quer dizer que quanto mais específica sua meta for, melhor. Por exemplo: ler mais é uma meta genérica. Ler 30 livros de suspense é uma meta específica. 😉

Sua meta ser mensurável significa que você precisa conseguir medi-la para que você consiga identificar se ela está sendo atingida. Quando eu determino 30 livros, por exemplo, fica fácil saber se eu estou alcançando a meta ou não, conforme vou avançando na leitura.

A meta precisa ser alcançável, para que você se mantenha motivado e não desista. Seja realista e gentil consigo. Ler 30 livros em um mês é praticamente impossível, porque dificilmente você conseguirá ler um por dia. Ler 30 livros em um ano já é outra história…

Outro ingrediente que estimula a motivação e ajuda no cumprimento da meta é a relevância. Ou seja, quanto mais importante for pra você atingir aquele objetivo, mais fácil será você correr atrás para realizá-lo. Neste ponto também ajuda muito você olhar para todas suas metas na hora de mensurá-las. Porque ler suspense pode ser importante para você, mas se passar num concurso for mais importante, é melhor você pegar mais leve com a meta do suspense e aumentar sua meta de leituras para o concurso.

Por fim, a meta precisa ser temporal. Isso quer dizer que você precisa determinar um prazo para cumpri-la. Assim, fica mais fácil monitorar e saber se você está indo bem, se precisa correr contra o tempo para realizar, ou se precisa redefinir a meta.

Dica de ouro do planejamento: ele precisa ser flexível!!! Nossa vida está em constante mudança, nossas prioridades pode mudar e, com isso, é natural que nossas metas sejam ajustadas à nova realidade. 😉

Passo 4:

Hora de definir as prioridades!

Ao finalizar o passo três, você terá, no mínimo, 9 metas. Uma para cada eixo da Roda da Vida. É bastante coisa!

Então, para não correr o risco de se sentir frustrado e desmotivado por não dar conta, eu recomendo que você defina 2 prioridades para seu ano. Aquelas que o mundo pode cair, mas você lutará para que elas se concretizem.

Como tomar essa decisão?

Escolha as metas relacionadas aos eixos que tiveram menor nota. Assim, com elas realizadas ao final do ano, sua roda estará mais equilibrada.

Passo 5:

“Uma meta sem um plano é apenas um desejo” Antoine de Saint-Exuspéry

Não basta apenas ter metas, é necessário que elas se desdobrem em ações para que sejam concretizadas. A pergunta chave aqui é: qual é o passo a passo que eu preciso realizar para que esta meta seja alcançada?

Com o passo a passo em mãos, você pode distribuir as ações pelos meses e depois pelas semanas.

Passo 6:

Agora é só colocar tudo em prática e, mais do que isso, monitorar a execução. Porque planejamento dificilmente se concretiza se não é monitorado.

Eu falo bastante sobre isso no texto: Olha o jacaré! Vale a leitura.

Olha, eu faço esse planejamento pessoal, desde 2012, e eu garanto pra você que a cada ano que passa fica mais prático e a realização só aumenta!!

Uma coisa que aconteceu comigo e, provavelmente, deve acontecer com você também é que, conforme eu fui “pegando intimidade” com a ferramenta, fui fazendo adaptações e deixando ela mais com a minha cara.

planejamento pessoal

Hoje, por exemplo, eu divido a roda conforme minha quantidade de metas e vou pintando conforme vou realizando. É um jeito prático de monitorar meu plano e que me mantém motivada, pois eu fico com vontade de realizar cada vez mais, para pintar a roda inteira!! 😉

Depois que você fizer aí, me conta como foi?? Estou torcendo e quero muito saber dos seus progressos!!

Ah, e não esquece de compartilhar este texto com que está precisando de ajuda para ter uma vida mais equilibrada?! ❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *